Quadrilha que fraudava programa “Minha Casa, Minha Vida” é presa no Rio

Integrantes faziam parte do grupo do traficante Matemático, morto em maio deste ano

iG Rio de Janeiro |

Uma quadrilha que fraudava o programa “Minha Casa, Minha Vida”, do Governo Federal, foi desarticulada pelas polícias Federal e Militar na manhã desta sexta-feira (28) na zona oeste do Rio de Janeiro. Os envolvidos integravam a quadrilha do traficante Márcio José Sabino Pereira, conhecido como Matemático , morto em maio deste ano.

De acordo com a PF, no esquema montado pela quadrilha, terceiros figuravam como contemplados pelo programa “Minha Casa, Minha Vida”, mas, na realidade, os imóveis populares eram destinados à companheira e às namoradas de Matemático.

No total, foram expedido 15 mandados de prisão. Quatro pessoas foram presas hoje de manhã no bairro de Bangu. Outros quatro envolvidos já estavam detidos. Os demais seguem foragidos. Os acusados irão responder pelos crimes de associação ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

A operação desta sexta-feira teve início com a investigação que levou à localização de Matemático no interior de um carro, em maio deste ano, próximo ao viaduto de Bangu. O traficante comandava a venda de drogas nas favelas da Coreia e Taquaral, em Senador Camará, e Vila Aliança, em Bangu, região não contemplada por UPPs.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG