“No momento, é o que podemos fazer”, disse Beltrame, durante inauguração

Companhia Integrada de Segurança Pública (Cisp) da Chatuba conta com 136 policiais militares
Bruno Itan
Companhia Integrada de Segurança Pública (Cisp) da Chatuba conta com 136 policiais militares

Atingido por uma onda de violência nas últimas semanas, o bairro da Chatuba, no município de Mesquita, na Baixada Fluminense, ganhou nesta sexta-feira (28) uma Companhia Integrada de Segurança Pública (Cisp). A unidade conta com 136 policiais militares que atuarão no patrulhamento da região, com apoio de 16 viaturas.

“No momento, a Cisp é o que podemos fazer. É uma solução intermediária
Bruno Itan
“No momento, a Cisp é o que podemos fazer. É uma solução intermediária", afirmou Beltrame

O secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame, destacou durante a inauguração que a companhia integrada tem o objetivo de devolver a paz aos moradores da Chatuba. Segundo ele, a nova Cisp vem comprova que a polícia não intervém apenas em momentos de crise. A decisão de instalar uma companhia e não uma UPP foi tomada para viabilizar imediatamente a solução necessária para a área, informou o secretário.

“Queremos quebrar o paradigma de que a polícia entra, faz um evento espetacular, e sai. Esse equipamento é uma extensão do batalhão e que vai permanecer”, disse. “No momento, a Cisp é o que podemos fazer. É uma solução intermediária. A Cisp já funciona com sucesso em Macaé e Niterói e vamos instalar mais uma em Madureira. Não há logística para ter uma UPP na Chatuba. Não podemos dizer mentira", completou Beltrame.

Comandante da companhia, o tenente Marcelo de Carvalho Conde afirmou que os policiais militares contarão com a ajuda dos moradores para restabelecer a tranquilidade no bairro. Para ele, um dos diferenciais da sua unidade é que todos os agentes são moradores da Baixada Fluminense.

“Entendemos e conhecemos essa realidade. Outro ponto positivo é que a comunidade sempre participa, denuncia. Estamos prontos para desenvolver esse trabalho na primeira companhia da Baixada Fluminense e que pode, no futuro, ir para outros municípios daqui”, avaliou.

Relembre a onda de violência em Mesquita:

Morte de PM teria sido oferecida como presente de aniversário a traficante

Polícia acha seis corpos de jovens mortos a tiros próximo da Via Dutra

Chefão da Chatuba participou de sequestro e sumiço de empresário em 2003

Favela onde jovens foram assassinados registrou 12 mortes em três dias, diz PM

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.