Bandidos torturaram e mataram jovens que iam tomar banho de cachoeira no parque no final de semana retrasado, na Baixada Fluminense

Para dificultar o acesso de traficantes da favela da Chatuba, em Mesquita, na Baixada Fluminense, ao parque natural de Gericinó, a prefeitura está construindo um muro de quatro metros de altura e seis metros de largura. O paredão tem previsão de ficar pronto nesta quarta-feira (19).

Leia também:  Justiça decreta prisão e revela nomes de novos suspeitos de chacina da Chatuba

Policiamento foi reforçado na Favela da Chatuba após assassinato de seis jovens
Wilton Junior/ AE
Policiamento foi reforçado na Favela da Chatuba após assassinato de seis jovens

No final de semana retrasado, os traficantes da Chatuba abordaram seis rapazes de 16 e 19 anos que foram tomar banho de cachoeira no parque de Gericinó . Os jovens foram torturados e mortos. Os corpos foram encontrados no último dia 10, nas margens da rodovia Presidente Dutra, no bairro da Jacutinga, em Mesquita. Outros dois cadáveres de vítimas dos criminosos foram achados no parque dias depois. Entre eles do jovem José Aldecir Júnior, de 19 anos.

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Mesquita, o muro está sendo construído na localidade conhecida como Curral e dificultará o acesso para o Bicão, parte do parque de Gericinó onde os bandidos atuavam.

Próximo ao muro também serão instalados dois contêineres que abrigarão PMs de uma companhia independente da corporação que ocupará a Chatuba.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.