Traficantes matam PM na favela da Rocinha

Policial participava de um patrulhamento de rotina quando foi surpreendido pelos bandidos. Um suspeito foi preso. Governador Sérgio Cabral disse que crime foi "ação desesperada dos traficantes"

iG Rio de Janeiro | - Atualizada às


Alexandre Vieira/O Dia
PMs no hospital para onde foi levado o policial que morreu após ser baleado na Rocinha


O policial miltiar Diego Bruno Barbosa Henriques, de 25 anos, foi morto por traficantes na noite da última quinta-feira (13) na favela da Rocinha, na zona sul do Rio de Janeiro.

Leia tambémPM morto na Rocinha já tinha perdido irmão policial baleado em ação

Segundo a corporação, ele participava de um patrulhamento de rotina em becos da comunidade juntamente com outros três policiais quando foi surpreendido por criminosos armados. Houve troca de tiros.

O PM foi atingido no rosto e morreu no hospital Miguel Couto O corpo dele será enterrado esta tarde no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na zona oeste. O PM estava na corporação há um ano, era solteiro e não tinha filhos.

Pela manhã, PMs prenderam um suspeito de participar do crime. Trata-se de um traficante conhecido como Iaguinho, que estava com carregadores e munições de pistola 9 mm.

Pelo twitter, o governador Sérgio Cabral comentou o crime. Segundo ele, "foi mais uma ação desesperada dos traficantes". De acordo com Cabral, "a diferença que até dois anos atrás, a polícia era a invasora. Agora, o bandido é o invasor".

A favela da Rocinha está ocupada pela PM desde novembro do ano passado. A previsão é de que, em breve, a comunidade receba uma UPP (Unidade de Polícia Pacificadora).

Diego é o segundo PM a ser morto na Rocinha desde a ocupação. Em abril, Rodrigo Alves Cavalcante, 32 anos, do Batalhão de Choque, foi assassinado pelos criminosos.

    Leia tudo sobre: PM mortoRocinha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG