Mototaxista é baleado e garupa morre ao serem atacados a tiros no Rio

Caso ocorreu dentro do conjunto habitacional Cesarão, em Santa Cruz, na zona oeste da capital. Atingido na cabeça, mototaxista não corre risco de morrer, segundo a PM

iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

Um mototaxista foi baleado na cabeça e o garupa morreu ao serem atingidos por tiros na madrugada deste sábado (1º) no conjunto habitacional Cesarão, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Artur José da Silva, de 48 anos, foi levado para a UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) do Cesarão e não corre risco de morte, segundo informações colhidas pelo comandante do 27º BPM (Santa Cruz), tenente-coronel Friederik Bassani.

O oficial afirmou ainda não saber o motivo pelo qual a dupla foi atacada e disse que é preciso aguardar pela conclusão do inquérito. O mototaxista e o garupa, identificado como Luiz de Assis Vieira, de 40 anos, moravam na comunidade. 

Mais cedo, surgiram informações de que o mototaxista fora baleado porque traficantes teriam mandado parar e ele não aceitou. 



    Leia tudo sobre: violência no Rio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG