Na presença de Sérgio Cabral, UPP da favela Vila Cruzeiro é inaugurada

Durante cerimônia, foi anunciado que a Unidade Pacificadora da favela da Rocinha será instalada em setembro

iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

Divulgação
PM da UPP patrulha a Vila Cruzeiro

O governo do Rio de Janeiro inaugurou na manhã desta terça-feira (28) duas novas Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no Complexo da Penha, na zona norte da capital. Ao todo, 520 policiais vão patrulhar as seis comunidades abrangidas pelas UPPs Parque Proletário e Vila Cruzeiro.

Leia tambémChefões do tráfico fazem nova divisão de áreas nos complexos do Alemão e da Penha

Presente à solenidade, o coordenador geral das UPPs, Rogério Seabra, anunciou para setembro a inauguração da UPP da favela da Rocinha, na zona sul.

Durante a cerimônia, o governador Sérgio Cabral destacou o processo de paz nas comunidades e lembrou que há pouco tempo a Vila Cruzeiro era lembrada no Brasil e no exterior por ser um local de derramamento de sangue.

"O processo de paz não pode parar, porque ele é que vai determinar que ocorram novas conquistas na comunidade. Temos visto um grande avanço na vida das pessoas das comunidades pacificadas. É importante lembrar que neste local, onde foi assassinado o jornalista Tim Lopes , hoje existe uma comunidade pacificada. A grande missão da paz e da segurança publica é garantir que a cidadania seja exercida plenamente". disse.

Leia também : Bope começa a substituir o Exército no Complexo do Alemão

Ocupado pela Força de Pacificação do Exército desde novembro de 2010 e recentemente pelos batalhões de Operações Especiais (Bope) e Choque (BPChq), o Complexo da Penha abriga mais duas UPPs: Chatuba e Fé/Sereno, inauguradas no mês de junho.

Efetivo

Divulgação
O comandante da PM, Erir da Costa Filho e o governador Sérgio Cabral

A UPP Parque Proletário contará com o comando do capitão Filipe de Carvalho, 30 anos, e tem um efetivo de 220 policiais. Já a UPP Vila terá 300 militares, sob o comando do major Felipe Romeu, 36 anos.

A unidade Parque Proletário atenderá também as subcomunidades Vila Proletária da Penha e Laudelino Freire. Já a UPP Vila Cruzeiro será responsável ainda pelo policiamento das localidades Cariri e Mira.

Os 520 policiais das duas comunidades passarão a interagir no cotidiano de aproximadamente 37 mil moradores desses lugares, conforme levantamento feito pelo Instituto Pereira Passos com base no Censo 2010.

Leia também : Vila Cruzeiro é um dos principais redutos da maior facção criminosa do Rio

O capitão Filipe Matos de Carvalho está na Polícia Militar há dez anos. Antes de ser escolhido para comandar a UPP Parque Proletário, o policial trabalhou no 27º BPM (Santa Cruz), 5º BPM (Praça da Harmonia) e 31º BPM (Recreio). Esteve por dois anos na Academia de Polícia Militar Dom João VI, em Sulacap, até assumir o comando da UPP Cidade de Deus (Caratê), o que deu vasta experiência no chamado policiamento de proximidade. O capitão Filipe de Carvalho possui curso de patrulhamento em área de alto risco, ministrado pelo Bope.

Já o major Felipe Romeu está na Polícia Militar há 14 anos. Iniciou sua trajetória como oficial no 12º BPM (Niterói), onde foi destacado para o comando do Grupamento de Policiamento em Áreas Especiais (Gpae) dos morros do Cavalão e do Estado, ambos em Niterói. A vasta experiência no policiamento comunitário o colocou a frente das UPPs da Cidade de Deus, onde esteve por três anos como coordenador das unidades (Quadras, Caratê e Apartamentos).

    Leia tudo sobre: UPPComplexo da Penha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG