Após cinco dias, Marinha suspende buscas de monomotor que sumiu no Rio

Avião desapareceu após decolar, terça-feira, com destino a São Paulo. Força Naval fez 86 horas de operação contínua, mas não localizou aeronave

iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

A Marinha anunciou, em nota na manhã deste domingo (26), que suspendeu as buscas pelo avião monomotor PA-46, desaparecido na terça-feira (21), na costa do Rio de Janeiro com dois passageiros, o piloto Fernando Rubinho Lopes e o passageiro Francisco Fernandes.

Leia mais: Anac divulga nomes de ocupantes de avião desaparecido no Rio

Eles decolaram do Aeroporto de Jacarepaguá, no Rio, com destino ao Campo de Marte, na capital paulista. 

A aeronave sobrevoava o Recreio dos Bandeirantes (na zona oeste do Rio), bairro vizinho ao do aeroporto, quando foi detectado pelos radares pela última vez.

A Aeronáutica chegou a localizar destroços que poderiam ser do avião, mas não houve confirmação.

De acordo com a nota, a Marinha informa que "o Comando do 1º Distrito Naval, através do Salvamar Sueste, empreendeu todos os esforços na realização das buscas ao avião monomotor", em "86 horas de operação contínua". "As buscas, nos moldes como vinham sendo realizadas até o momento, foram suspensas."

O trabalho foi feito pelos Navios-Patrulha (NPa) Gurupi e Guaporé e por embarcações da Capitania dos Portos do Rio de Janeiro.

A partir de agora, a Marinha mantém apenas divulgado em "Aviso aos Navegantes", pedindo a todas as embarcações que trafeguem na área marítima entre a Barra da Tijuca e Paraty, na Costa Verde, que fiquem atentas e relatem informações relativas ao avião.

A Capitania dos Portos do Rio de Janeiro, com o apoio da Agência da Capitania dos Portos em Paraty e das Delegacias das Capitanias dos Portos em Angra dos Reis e Itacuruçá, permanecerão em constante alerta em ações diárias no mar.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG