Exposição lembra bondinhos, parados há um ano, desde acidente em Santa Teresa

Cinco morreram e 57 ficaram feridos quando veículo tombou. Novas composições só devem funcionar em 2014. Trabalhos de 12 fotógrafos homenageiam meio de transporte tradicional

iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

Érica Ramalho
Exposição relembra os bondes de Santa Teresa, parados desde o acidente, há um ano

Nesta segunda-feira (27), completa um ano o acidente com o bondinho de Santa Teresa, que matou cinco pessoas e feriu 57. Desde então, os bondes – importante meio de locomoção dos moradores – não funcionam.

Salvador Scofano
Foto da exposição mostra bonde com motorneiro

A composição perdeu o controle e o freio em uma curva na ladeira da Rua Joaquim Murtinho e tombou, batendo em um muro e derrubando um poste. O bonde ficou totalmente destruído, e o teto foi arrancado.

Uma exposição fotográfica com o trabalho de 12 profissionais foi aberta na sexta (24), na casa do morador, Eduardo Almeida – em cuja casa o bonde 10-1 bateu –, para lembrar o acidente e o tradicional meio de transporte do bairro e do Rio.

Eduardo ouviu o barulho da colisão no muro de sua casa, que, desde então, passou a receber homenagens.

“Nossa proposta é descomprometida, de expor os registros fotográficos do bonde, em especial ao 10 -1, e sua relação com as pessoas, o bairro e a cidade”, afirmou Eduardo.

“Quisemos fazer uma homenagem a Santa Teresa e às famílias envolvidas em tão triste incidente”, destaca a fotógrafa Érica

Ramalho, curadora da exposição, ao lado de Eduardo.

AE
Motorneiro de Santa Teresa chora a perda do colega e o acidente com o bonde, que deixou 5 mortos



    Leia tudo sobre: bondeSanta Teresaacidenteexposição

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG