Corpo de criança morta por tiro de fuzil será enterrado nesta terça-feira

Menina de seis anos morreu após ser atingida enquanto brincava na porta de casa. Polícia Militar afirma que não realizava operação

iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

O corpo da menina Y.M.C. de seis anos morta após ser atingida por um tiro de fuzil será enterrado às 11h30 desta terça-feira (21) no Cemitério de Irajá, na Zona Norte. Ela foi atingida na cabeça por um tiro de fuzil no Conjunto das Casinhas, na Estrada do Camboatá, no último domingo, em Guadalupe.

Segundo a assessoria da Polícia Militar, um veículo blindado do 41°BPM (Irajá) estava estacionado na Estrada do Camboatá, em Costa Barros, intensificando o patrulhamento com o objetivo de reprimir o roubo de veículos.

Um motorista que passava pelo local avisou aos policiais militares que perto dali havia cerca de trinta supostos criminosos que tentavam fechar a rua.

Os policiais militares foram, então, até o local e recebidos a tiros. Apesar disso, não teriam revidado, segundo o comandante do batalhão de Irajá, tenente-coronel Carlos Eduardo Sarmento.

Após os disparos, os policiais foram informados de que uma menina estava ferida. Eles levaram a criança para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Costa Barros. A menina chegou a ser transferida para o Hospital Souza Aguiar, no centro da cidade, onde não resistiu e morreu.

As armas dos policiais militares que estavam no local foram apreendidas para a realização de perícia, na delegacia.

    Leia tudo sobre: criançaviolênciapolícia militar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG