Número pode ser ainda maior porque, para o caso ser computado, policial tem que colocar o termo " bala perdida" no registro de ocorrência e isso nem sempre acontece

Sessenta e uma pessoas foram feridas por balas perdidas e duas morreram no primeiro semestre de 2012 no Estado do Rio de Janeiro, de acordo com estatísticas divulgadas pelo ISP (Instituto de Segurança Pública) nesta terça-feira (7).

No mesmo período do ano passado, foram 57 casos e seis mortes, segundo o ISP.

O número de ocorrências, no entanto, pode ser bem maior do que o divulgado oficialmente. Isto porque, segundo o ISP, alguns casos de homicídio e lesão corporal que seriam caracterizados como decorrentes de “bala perdida” podem não apresentar esse termo no registro policial.

O mesmo pode ocorrer em certos casos identificados inicialmente como “bala perdida” e, após a investigação, resultarem em outra dinâmica.




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.