Caseiro esganou mãe de empresário após ser acusado de furto, diz polícia

Preso nesta quinta-feira, Ênio Tomaz da Rocha confessou ter matado Alpha Dias Kieling, de 76 anos, que foi achada enterrada no quintal da própria casa, na zona sul carioca

iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

Guto Maia/ Agência O Globo
Ênio Tomaz da Rocha, que confessou ter matado Alpha Dias Kieling

O caseiro Ênio Tomaz da Rocha confessou ter matado Alpha Dias Kieling, de 76 anos, após ter sido acusado por ela de furto. Disse que a empurrou e a esganou depois que a idosa tentou fazer uma revista nele na intenção de procurar algum objeto. 

Leia também : A cusado de matar idosa em São Conrado é preso em quiosque no Rio de Janeiro

As informações foram passadas ao iG pelo titular da Divisão de Homicídios da Polícia Civil do Rio de Janeiro, delegado Rivaldo Barbosa, que disse ter um vídeo em que Ênio confessa o crime. 

O delegado afirmou ainda que o caseiro teria dito que a idosa o menosprezava muito e teria entrado em desacordo com ela por conta de pagamentos.

Ênio foi preso na manhã desta quinta-feira (2) em um quiosque na Lagoa, na zona sul do Rio, após denúncia anônima. Rocha ainda correu para tentar fugir, mas foi capturado e encaminhado para a Divisão de Homicídios (DH).

Leia também : Mãe de empresário é achada morta e enterrada

O corpo de Alpha foi achado enterrado no quintal de sua casa no último domingo (30), em São Conrado, na zona sul.

O filho da idosa, o empresário Robert Dannenberg havia registrado o seu desaparecimento no dia 20. 

A mulher teria dito a ele no dia 18 que iria viajar para Teresópolis, na Região Serrana do Rio, e desapareceu.

Em depoimento à polícia, Dannenberg disse que ao ir à casa da mãe no último domingo sentiu um forte cheiro no quintal e acionou policiais 15ª DP (Gávea)

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG