Suspeito de ataque a UPP é preso pela Polícia Civil

Traficante conhecido como RG tem 27 mandados de prisão. Polícia procura por outros envolvidos em ataque

iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

Policiais da Divisão de Homicídios prenderam, na madrugada desta quinta-feira (26), Regis Eduardo Batista, mais conhecido como RG. Segundo a polícia, ele é um dos suspeitos de participação no ataque à UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Nova Brasília, no Complexo do Alemão, zona norte do Rio de Janeiro, ocorrido na noite de segunda-feira (23). A ação terminou com a morte da soldado Fabiana Aparecida de Souza, de 30 anos. Ele nega a participação no crime. 

Agência Estado
Traficante RG tinha 27 mandados de prisão

Segundo o titular da DH, delegado Rivaldo Barbosa, RG tem 27 mandados de prisão. Barbosa, no entanto, ainda não confirmou a participação dele neste crime, alegando sigilo nas investigações.

Já a chefe de Polícia Civil, Martha Rocha, tergiversou sobre a participação de RG no ataque. "O importante é destacar a periculosidade do DG, que, com apenas 24 anos, já possui 27 mandados de prisão. Ele responde a sete inquéritos de homicídios, alguns deles de policiais. Como autor de vários crimes, estamos articulando com várias delegacias para que ele seja ouvido em todas essas investigações", disse. 

Regis se entregou a policiais civis da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e da Corregedoria da Polícia Civil em um posto de gasolina em Maria da Graça, zona norte do Rio, após seu advogado negociar sua rendição. Seu nome foi divulgado, junto com outros três, pela Coordenadoria de Inteligência da PM como sendo um dos envolvidos no ataque

Operações

Na manhã desta quinta-feira (26), policiais dos batalhões de Bangu (14°BPM) e de Irajá (41°BPM), com apoio de policiais do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), realizam operações no morro do Chapadão e do Juramento, na zona norte.

As operações tiveram início na manhã seguinte à morte da soldado Fabiana e já prendeu 12  pessoas no total, mas ainda não há confirmação de quantas participaram do ataque. Nessa quarta-feira (25), a polícia divulgou as fotos de quatro homens que estavam sendo procurados pelo crime. A imagem de RG estava entre elas.

Leia tambémRetaliação do tráfico a PMs corruptos é hipótese investigada para ataque à UPP

Ainda nesta quinta-feira, o Bope prendeu o chefe do tráfico da favela Kelson´s, no Complexo da Penha, zona norte. Geraldo Francisco do Carmo, o Godo, de 28 anos, foi preso dentro de uma casa na comunidade. Ele havia fugido do sistema prisional e tinha mandados de prisão em aberto. O Disque-Denúncia oferecia recomepnsa de R$ 1 mil pela sua prisão de Geraldo. O caso foi registrado na 22ª DP (Penha).

Disque-Denúncia

Até as 11h30 desta quinta-feira (26) o disque-denúncia  recebeu 55 ligações a respeito do ataque de traficantes à base da UPP Nova Brasília, no Complexo do Alemão, que matou a PM Fabiana Aparecida de Souza. 

A secretaria de Segurança Pública solicita que quem tiver informações sobre o paradeiro dos envolvidos no ataque à UPP ligue para (21) 2253-1177. 

*Com informações da Agência Estado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG