Polícia Militar divulga nomes e fotos de suspeitos de ataque à UPP no Alemão

Coordenadoria de Inteligência apontou que quatro traficantes tiveram participação direta no ataque. Bope realiza operação no Complexo do Chapadão, na zona norte

iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

Divulgação
Um dos suspeitos de participar dos ataques: Ilan Nogueira, o Capoeira

A Coordenadoria de Inteligência da Polícia Militar divulgou na tarde desta quarta-feira (25) fotos dos suspeitos de participação no ataque à UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Nova Brasília, no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, na última segunda-feira (23). A ação resultou na morte da soldado Fabiana Aparecida de Souza.

Leia também : Mesmo ocupado pelo Exército e UPPs, Alemão continua sendo a "tesouraria" do tráfico

Os quatro identificados são: Fernando Cézar Batista Filho, conhecido como Alemão, Alan Ferreira Montenegro, o Da Lua, Ilan Nogueira Sales, o Capoeira, e Regis Eduardo Batista, o RG.

Três destes suspeitos não atuam diretamente no Alemão. Da Lua é responsável pelo morro da Fé, no vizinho Complexo da Penha, RG gerencia o morro da Caixa D´Água, também na Penha. Já Capoeira tem como área de atuação a favela de Manguinhos, na zona norte.

Leia também : Traficantes atacam UPP do Alemão e policial morre

Qualquer informação que leve à prisão dos suspeitos pode ser passada diretamente para o Disque-Denúncia, por meio do telefone (21) 2253-1177.

Até às 12h desta quarta-feira (25), 35 ligações foram feitas para o Disque-Denúncia com informações sobre o paradeiro dos envolvidos no ataque.

Bope busca suspeitos no Chapadão

Divulgação
Traficante conhecido como Régis, suspeito de participar de atentado à UPP

Uma operação conjunta de policiais militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do Batalhão de Choque (Bpchoq), do 41°BPM (Irajá) e do Batalhão de Ações com Cães (Bac) é realizada desde o início desta quarta-feira (25) no complexo do Chapadão, em Costa Barros, na zona norte do Rio. 

O objetivo é prender suspeitos de envolvimento no ataque, além de apreender armas e drogas. Até o início da tarde, nove pessoas foram presas. 

Uma outra operação é realizada com o mesmo objetivo no morro do Juramento, na zona norte, por policiais militares do  41°BPM (Irajá) e do 14°BPM (Bangu).

Um homem que teria envolvimento com o tráfico de drogas foi preso. Também foram apreendidos drogas, uma granada, e um fuzil .30, considerado antiaéreo.

O morro do Chapadão é apontado pela polícia como sendo hoje o principal local de refúgio de traficantes da facção criminosa Comando Vermelho (CV). A favela é comandada por Luiz Fernando Nascimento Ferreira, o Nando Bacalhau, um dos bandidos mais procurados do Rio de Janeiro.

Enterro

Divulgação
Suspeito conhecido como Alemão, apontado como participante de ataqque à UPP

Com honars militares, o corpo da soldado Fabiana Aparecida Souza, de 30 anos, foi enterrado na cidade de Valença, no Sul Fluminense

A delegada-chefe da Polícia Civil, Martha Rocha, o comandante geral da PM, Erir Costa Filho, e o comandante das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), Rogério Seabra, acompanharam as homenagens. Por volta das 9h, o caixão desceu à capela, seguido por policiais e colegas da soldado.

Muito abalada e amparada por colegas, a irmã da soldado, a também policial Luciana Souza, não falou com a imprensa. O coronel Erir Costa Filho lamentou a morte da PM, mas não quis comentar as investigações e a prisão de suspeitos.

"Foi uma perda irreparável para a PM e para o Estado. Toda perda é difícil, mas perder uma policial feminina é ainda mais emblemático e mais triste", disse Costa Filho.

    Leia tudo sobre: UPP COMPLEXO DO ALEMÃO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG