Bope busca suspeitos de ataque à UPP no morro do Chapadão

Policiais deixaram o Complexo do Alemão para procurar por envolvidos em ataque à UPP em favela da mesma facção. Policial morta em ação é enterrada no interior do estado

iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

Dez pessoas foram presas em operação conjunta de policiais militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do Batalhão de Choque (Bpchoq), do 41°BPM (Irajá) e do  Batalhão de Ações com Cães (Bac) no complexo do Chapadão, em Costa Barros, na zona norte do Rio. A operação ocorre desde às 6h da manhã desta quarta-feira (25).

Divulgação/Bope
Drogas e armas são aprendidas durante operação

Segundo o major Ivan Blaz, relações públicas da PM, os policiais do Bope deixaram a Favela Nova Brasília,  no Complexo do Alemão, na zona norte, onde estavam desde ontem, para buscar os suspeitos do ataque na comunidade de Costa Barros.

Na ação criminosa, a policial Fabiana de Souza, de 30 anos, morreu após ser baleada com um tiro no peito. O seu corpo foi enterrado nesta manhã, em Valença, no interior do estado

Foram apreendidos dois fuzis calibre 556, duas pistolas, 32 carregadores de fuzil 762, munição do mesmo calibre e drogas. O material e os presos serão levados para a 39ª DP (Pavuna).

Operação no Juramento

Cerca de cinquena policiais do 41°BPM (Irajá) e do 14°BPM (Bangu) também realizam uma operação no morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, na zona norte. O objetivo também é prender os envolvidos na morte da policial Fabiana de Souza, de 30 anos. 

Um homem que teria envolvimento com o tráfico de drogas foi preso. Também foram apreendidos drogas, uma granada, e um fuzil .30, considerado antiaéreo. 

    Leia tudo sobre: bope bpchoq chapadão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG