Promotoria denuncia casal acusado de espancar até a morte menino de dois anos

Pai e madrasta já estão presos. Garoto morreu nesta semana. Criança teve a cabeça batida na parede e chegou a perder os dentes

iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro denunciou à Justiça nesta quinta-feira (19) Luana Rodrigues do Nascimento e Widemberg de Araújo Sousa pelos crimes de tortura na forma continuada e tortura com resultado morte. Eles são acusados de espancarem o filho de Widemberg, Wesley Fernandes de Araújo, de dois anos.

Leia tambémCasal é preso por espancar criança até a morte no Rio

Foi pedida também a prisão preventiva do casal, que já está preso. Wildemberg chegou a declarar que batia na criança para educá-la.

De acordo com a denúncia, desde março até o dia 15 de julho, na comunidade Rio das Pedras,  em Jacarepaguá, na zona oeste da capital fluminense, a criança foi submetida a diversas sessões de espancamento, com tapas, socos e empurrões, além de ter a cabeça batida na parede, chegando a perder os dentes.

Segundo a Promotoria, a tortura era praticada diariamente por Widemberg, pai biológico, e Luana que criava o menino há cerca de quatro meses. Para que os vizinhos não percebessem a crueldade, o aparelho de som e a televisão eram ligados em alto volume. Ainda assim, o choro da criança e as ameaças de morte por parte do casal podiam ser ouvidos do lado de fora da casa. Ainda segundo a denúncia, o menino era pouco visto pelos vizinhos, mas quando o viam, estava sempre machucado.

As agressões sofridas foram tão intensas que resultaram em diversas lesões, com hematomas por todo o corpo e fratura da base do crânio e do fêmur. As causas da morte, segundo o laudo da necropsia, foram edema cerebral e laceração hepática.

Caso condenados pela Justiça, os acusados podem ser sentenciados a penas de 10 a 38 anos de prisão, considerando todos os agravantes do crime.

    Leia tudo sobre: torturacriança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG