Operação em cemitérios da Baixada Fluminense descobre violação de túmulos

É investigada a atuação de uma máfia na região do qual delegado federal é suspeito de participar. Corpo foi retirado de sepultura e várias ossadas foram encontradas a céu aberto

iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

Uma operação conjunta da Secretaria Estadual do Ambiente e das polícias Federal, Civil e Militar descobriu nesta quinta-feira (5) que túmulos estavam sendo violados em ao menos três cemitérios de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Existe a suspeita da atuação de uma máfia na região especializada na venda de restos mortais e retirada de corpos antes do tempo permitido por lei. Um inquérito será aberto para investigar o caso. Um delegado da PF (Polícia Federal) é suspeito de participar da suposta organização.

Na ação, os agentes encontraram diversas ossadas espalhadas pelo chão dos cemitérios e descobriram que o corpo de uma criança havia sido retirado de uma sepultura. Quatro pessoas foram presas.

Os cemitérios, de acordo com a polícia, funcionariam sem alvará.




    Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG