PM do Rio terá 1.365 policiais a mais nas ruas por dia a partir de julho

PMs de folga serão convocados a trabalhar e vão receber R$ 150 por cada turno de oito horas

iG Rio de Janeiro |

O governador Sérgio Cabral autorizou a liberação de R$ 6.142.500 mensais para que a Secretaria de Segurança Pública (Seseg) convoque, a partir de 1º de julho, 1.365 policiais militares, por dia, para reforçar o policiamento ostensivo de 13 batalhões da corporação das zonas norte e oeste da capital, da Baixada Fluminense e de São Gonçalo e Niterói.

Os PMs serão contratados pelo Regime Adicional de Serviços (RAS) para trabalhar em turnos de oito horas por dia, durante suas folgas. Os batalhões foram escolhidos com base numa metodologia que avaliou suas necessidades de efetivo diante da população atendida (população residente e flutuante), da área territorial e dos indicadores de criminalidade.

"Vários batalhões estão com efetivo abaixo do necessário e as estatísticas mostram que, quando isso acontece, a criminalidade aumenta. Com esse reforço, que é inédito na história da PM, esperamos reduzir a criminalidade dessas regiões num prazo bem curto", disse o secretário de Estado de Segurança, José Mariano Beltrame.

Baixada ganhará 491 PMs por dia

As regiões que receberão a maior quantidade de policiais serão a Baixada Fluminense e as zonas oeste e norte. Os batalhões da Baixada contarão com mais 491 policiais por dia para aumentar o policiamento ostensivo de Nova Iguaçu, Mesquita, Nilópolis, Duque de Caxias, Imbariê e São João de Meriti, entre outros locais.

Já os batalhões da zona norte terão mais 312 policiais/dia para policiar Madureira, Oswaldo Cruz, Rocha Miranda, Vista Alegre, Irajá, Pavuna, Costa Barros, Acari, Anchieta e outros bairros. E a Zona Oeste receberá 285 PMs para atuar, entre outros, nos bairros de Campo Grande, Santa Cruz, Jacarepaguá, Senador Camará, Guadalupe, Realengo, Padre Miguel, Bangu e Paciência.

Para a região da Grande Niterói, o 7º BPM, que atende São Gonçalo, Neves, Alcântara e Rio do Ouro, poderá contar com mais 97 policiais/dia. Em Niterói, o 12º BPM receberá 180 PMs/dia, com o objetivo de substituir parte do reforço recebido no início do ano, composto por novos policiais em estágio que, em breve, serão destacados para compor o efetivo de novas UPPs. Assim, o total de soldados de reforço que o 12º recebeu não será reduzido.

O 3º BPM, que é responsável pelo policiamento ostensivo dos bairros do entorno do Méier (Lins, Cachambi, Maria da Graça, Del Castilho, Engenho de Dentro, Riachuelo, Abolição, Encantado, Piedade e outros) e das comunidades do Jacaré e Jacarezinho, todos na zona norte, terá o reforço de 50 policiais/dia.

R$ 150 por turno

Através do RAS, que tem suas regras estabelecidas no Decreto nº 43.538, assinado pelo governador Sérgio Cabral em 3 de abril de 2012, os PMs receberão R$ 150 por turno de 8 horas, não podendo ultrapassar o total de 96 horas de trabalho por mês.

Inicialmente, a Polícia Militar abrirá inscrição, através de seu Boletim Interno, aos policiais militares que sejam voluntários para trabalhar durante seus horários de folga. Se o total de voluntários não for suficiente, a PM irá convocar policiais dos próprios batalhões.

Os policiais que aderirem poderão trabalhar junto a seus próprios Batalhões ou em outros BPMs próximos de suas residências, desde que estejam na lista das unidades previstas para receber o reforço de PMs.

O reforço de policiamento nesses lugares não tem data para acabar, mas poderá ser reduzido gradualmente, à medida que a Polícia Militar consiga formar novos policiais para compor o efetivo permanente desses Batalhões.

    Leia tudo sobre: pmrioreforço no efetivo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG