Corpo de rapaz que morreu após ser encontrado em trilha está no IML

Jovem havia sido resgatado por bombeiros, sem identificação. Foto com tatuagem circulou na internet e ajudou reconhecimento

iG Rio de Janeiro |

Reprodução
Rapaz foi identificado através de tatuagem no braço direito
O corpo de Felipe Fernandes de Mello, de 25 anos, está no IML (Instituto Médico Legal), na Leopoldina, zona norte do Rio.

O jovem  havia sido resgatado em uma trilha do Parque Lage, que faz parte do Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, no último dia 2 de junho. De acordo com a secretaria municipal de Saúde, Mello foi encontrado com vários ferimentos pelo corpo e morreu na última segunda-feira em decorrência de um traumatismo craniano.

O jovem estava internado no hospital municipal Miguel Couto, na Gávea, na zona sul, sem identificação. O reconhecimento ocorreu após ter sido divulgada a foto da tatuagem que ele tinha no braço com o nome "Joana".

Em nota, a administração do Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, informou que o rapaz de 25 anos  ingressou no local no dia 30 de maio aparentando sinais de perturbação mental e sem as vestimentas adequadas (sem camisa e descalço) para a prática da caminhada em ambientes naturais. Ele ainda tinha hematomas pelo corpo causados, segundo o próprio, por uma recente briga de rua.

Ainda segundo o comunicado, o homem foi alertado pelos vigilantes para que não iniciasse o percurso da trilha, ainda mais por não dispor de nenhuma companhia. De acordo com o parque, a orientação teria sido assimilada num primeiro momento porque o trajeto foi alterado em direção ao Lago dos Patos. No entanto, após isso, o rapaz não mais foi visto.

    Leia tudo sobre: trilhaparque lagetatuagemjoana

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG