Rapaz achado inconsciente tinha sinais de perturbação mental, diz parque

Jovem ingressou no parque três dias antes de ser encontrado desacordado. Tinha hematomas e foi orientado a não fazer trilha

iG Rio de Janeiro |

Reprodução
Rapaz, internado em estado grave e sem identificação, tem uma tatuagem no braço direito
Em nota divulgada na tarde desta terça-feira (5), a administração do Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, informou que o rapaz de 25 anos presumíveis achado desacordado no último sábado (2) no Parque Lage, ingressou no local no dia 30 aparentando sinais de perturbação mental e sem as vestimentas adequadas (sem camisa e descalço) para a prática da caminhada em ambientes naturais. Ele ainda tinha hematomas pelo corpo causados, segundo o próprio, por uma recente briga de rua.

Leia também : Foto do braço tatuado de rapaz achado no Parque Lage circula na internet

Ainda sem identificação, o rapaz está internado em estado grave no Hospital Miguel Couto, no Leblon, na zona sul. Uma foto dele que traz o nome "Joana" tatuado no braço direito circula pelas redes sociais. Somente no site Facebook, até às 9h30 de hoje mais de 21 mil pessoas publicaram a foto.

Leia também : Homem é encontrado inconsciente em buraco em trilha para o Corcovado

Segundo o comunicado, o homem foi alertado pelos vigilantes para que não iniciasse o percurso da trilha, ainda mais por não dispor de nenhuma companhia. De acordo com o parque, a orientação teria sido assimilada num primeiro momento porque o trajeto foi alterado em direção ao Lago dos Patos. No entanto, após isso, o rapaz não mais foi visto.

Ele foi encontrado em um buraco inconsciente, numa trilha que vai do Parque Lage, no Jardim Botânico, zona sul, em direção ao Corcovado, por uma pessoa que também caminhava pela trilha e chamou os bombeiros.

No mesmo dia o rapaz, que segundo os médicos deve ter passado cerca de 24 horas no buraco, foi submetido a uma neurocirurgia já que apresentava traumatismo craniano e de tórax.

Na nota, a administração do parque disse lamentar o ocorrido e estima uma rápida melhora do rapaz, acrescentando que, por se tratar de um local público, não há como impedir o livre trânsito de pessoas no Parque. Entretanto, mantém um quadro de profissionais capacitados na orientação de visitantes sobre a conduta adequada em Unidades de Conservação.

    Leia tudo sobre: rapaz desacordadoparque lage

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG