Operações da PM para substituir Exército na Penha deixam três mortos

Ações começaram na segunda-feira mas só hoje tropas militares começaram a ser substituídas. Trinta e nove suspeitos foram presos

iG Rio de Janeiro |

Em nota divulgada na noite desta quinta-feira (31), a Polícia Militar do Rio de Janeiro informou que três suspeitos foram mortos durante operações realizadas no Complexo da Penha, na zona norte, desde a última segunda-feira (28). Hoje, os PMs começaram a substituir as tropas do Exército nas comunidades do Chatuba, Fé e Sereno.

Leia também : PM substitui o Exército em mais três regiões do Complexo da Penha

De acordo com a corporação, 39 suspeitos foram presos e 16 menores de idade apreendidos. Foram recolhidos seis revólveres, seis pistolas, uma espingarda, 126 munições calibre ponto 30, 250 de calibre 762 e 15 do tipo 45, cinco carregadores para fuzil, uma granada, réplica de pistola e outra de fuzil.

Em relação à drogas, os PMs informaram ter apreendido 265 papelotes de cocaína, 8.152 sacolés e 1.663 cápsulas do mesmo entorpecente. 18.645 trouxinhas de maconha, 7.828 pedras de crack, 245 frascos de cheirinho da loló e 12 comprimidos de ecstasy.

Os PMs também retiraram barricadas construídas pelo tráfico: 12 tonéis de concreto, nove quebra-molas, cinco pneus de caminhão e outros quatro de carro com concreto, 16 toneladas de entulho, 400 kg de concreto, oito trilhos de trem e 100 kg de tronco de árvores. Os policiais descobriram ainda um bunker (esconderijo subterrâneo) construído pelos bandidos.

A subsitutição de militares do Exército por PMs tem como objetivo a preparação para a chegada das Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs) nas três localidades.

    Leia tudo sobre: operaçãoPMcomplexo da Penha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG