Polícia pede prisão preventiva de PMs suspeitos de estupro na Rocinha

Agressão teria ocorrido em abril. Laudo do IML indicou que vítima foi violentada

iG Rio de Janeiro |

A Polícia Civil do Rio de Janeiro pediu à Justiça nesta quarta-feira (16) a prisão preventiva de três PMs suspeitos de terem estuprado uma mulher na favela da Rocinha, na zona sul da capital. Os policiais já se encontram presos desde abril.

Leia também : PMs suspeitos de estupro a moradora da Rocinha são presos

A suposta agressão sexual teria acontecido no dia 18 de abril quando a mulher, de 36 anos, foi presa por furtar a bolsa de uma moradora da Rocinha. Reconhecida por sua vítima, ela foi abordada pelos PMs lotados no Batalhão de Choque (BPChoque), que teriam lhe obrigado a levá-los até sua casa.

Lá, os policiais encontraram a bolsa da moradora, que reconheceu seus pertences e deixou o local. A mulher contou que, em vez de levá-la à delegacia, os policiais a algemaram e passaram a espancá-la com chutes, socos e golpes de toalha molhada. Em seguida, sofreu abuso sexual.

Laudo do Instituto Médico Legal (IML) atestou que a mulher sofreu "lesão corporal e ato libidinoso diverso de conjunção carnal".

Dias após o caso ter sido noticiado, os PMs se apresentaram na delegacia do Leblon e foram levados para o BEP (Batalhão Especial Prisional), onde se encontram desde então.

    Leia tudo sobre: pmestuproRocinha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG