Centro Cultural João Nogueira vai ser inaugurado em junho no Rio

Espaço ocupará local onde funcionava a casa de shows Imperator, na zona norte da cidade

iG Rio de Janeiro

Divulgação
Projeção de como vai ficar a entrada do Centro Cultural João Nogueira - Imperator
O Centro Cultural João Nogueira , no Méier, zona norte do Rio de Janeiro, será inaugurado no próximo dia 12 de junho, anunciou nesta sexta-feira (11) o prefeito Eduardo Paes . O espaço está sendo construído onde funcionava a casa de shows Imperator, fechada há 16 anos.

Relembre: Obras do Centro Cultural João Nogueira são iniciadas no Rio

Divulgação
O prefeito Eduardo Paes em frente à entrada do Imperator - Centro Cultural João Nogueira
De acordo com a Secretaria Municipal de Cultura, a abertura no dia 12 de junho será para convidados, com show de Diogo Nogueira e participações de Alcione e integrantes da bateria da Portela .

A apresentação vai fazer uma homenagem ao cantor e compositor que dá nome ao centro cultural, morto em 2000. Pai de Diogo, João Nogueira era morador do Méier. O mesmo show vai poder ser conferido pelo público no dia 15 de junho.

Espaço multicultural

O novo Imperator contará com três andares e um terraço. No primeiro pavimento, os frequentadores terão acesso a um café e um teatro que poderá ser usado em encenações e shows, graças às arquibancadas retráteis que estão sendo instaladas. Para montagens teatrais, o espaço terá capacidade para 607 pessoas sentadas. Na configuração show, a capacidade vai aumentar para 1.500 espectadores em pé.

O segundo piso vai abrigar uma bomboniére e três salas de cinema, sendo duas com 120 lugares e outra com 168. No terceiro andar haverá uma sala de exposições, que vai ser inaugurada com uma mostra do homenageado João Nogueira. No espaço também vão ser ministrados workshops abertos a moradores da região.

O último pavimento do novo Imperator será uma área livre verde que vai abrigar uma praça e um restaurante com cerca de 160 lugares. O projeto de paisagismo para o espaço foi desenvolvido pelo escritório EMBYÁ, dos sócios Pierre-André Martin e Duarte Vaz.

Investimentos

Guilherme Pinto / Agência O Globo
Centro cultural vai ter espaço multiuso que poderá ser usado para shows e peças teatrais
A residência artística do Centro Cultural João Nogueira ficará a cargo da produtora cultural Aniela Jordan, realizadora de musicais como “ Hair ”, “ Beatles num Céus de Diamantes ” e “ Um Violinista no Telhado ”. Segundo a Prefeitura do Rio, o investimento no local foi de R$ 28 milhões.

“Vamos entregar para o subúrbio do Rio de Janeiro um espaço totalmente requalificado, que receberá shows e espetáculos, filmes e exposições”, disse Eduardo Paes. “Será um local que vai integrar as diversas regiões desta cidade”, completou.

Para o secretário municipal de Cultura, Emilio Kalil, a reabertura do espaço cultural será transformadora para a região do Méier. “O Imperator voltará a ser a casa de espetáculos que sempre foi. Com isso, a região terá de volta seu prestígio no cenário cultural da cidade”.

Histórico

O Imperator foi aberto ao público em 1954 como cinema, o maior da América Latina, com capacidade para 2.400 pessoas. Durante décadas foi uma referência na cidade, mas, em 1986, com o declínio da frequência às salas de cinema de rua, o Cine Imperator fechou as portas.

Cinco anos mais tarde, o espaço foi reaberto como casa de shows e espetáculos para receber grandes nomes da música nacional e internacional. Pisaram em seu palco Bob Dylan , Tina Turner , Stevie B. , Roberto Carlos , Tom Jobim , Caetano Veloso e Barão Vermelho , entre outros. Em 1996, o Imperator foi fechado definitivamente.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG