Polícia prende doméstica suspeita de tentar matar filha que acabara de nascer

Empregada deu à luz no banheiro da casa dos patrões e tentou fugir com a criança dentro de uma bolsa. Mãe e bebê estão internadas

iG Rio de Janeiro |

Policiais civis da 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste do Rio) prenderam nesta quinta-feira (10) a empregada doméstica Juliana Soares da Silva, 26 anos. Ela é suspeita de tentar matar a própria filha, um bebê recém-nascido.

Leia também : Polícia apura se doméstica tentaria se livrar de filha que acabara de nascer

De acordo com os agentes, a doméstica deu à luz uma menina enquanto lavava o banheiro da casa dos patrões, que fica localizada em um condomínio do Recreio dos Bandeirantes.

O dono da casa ouviu gemidos de dor vindo do banheiro e, percebendo a demora da funcionária, ofereceu ajuda, mas a mulher disse que nada tinha acontecido.

Ainda de acordo com os agentes, ao deixar o serviço, ela enrolou o recém nascido em um pano e colocou dentro de uma bolsa, mas foi surpreendida pelos patrões que acionaram a polícia.

A delegada titular da unidade policial, Adriana Belém, indiciou e solicitou a Justiça a prisão de Juliana, que foi concedida hoje, por tentativa de homicídio. Ela está internada na Maternidade Leila Diniz.

Ainda de acordo com a delegada, a recém-nascida continua internada na UTI da maternidade. Ela também acionou o Conselho Tutelar para verificar as condições dos outros dois filhos de Juliana de seis e cinco anos de idade.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG