Ferrari de Thor, filho de Eike, é apreendida por estar sem placa dianteira

Em março, rapaz atropelou e matou Wanderson Santos em estrada com uma Mercedes McLaren, que chega a 347km/h e custa R$ 2,7 milhões

Raphael Gomide, iG Rio de Janeiro |

Pablo Jacob/Agência O Globo
Thor Batista depôs sobre atropelamento com Mercedes, que matou um homem, em março. Neste domingo, sua Ferrari foi apreendida
Um mês e meio depois de atropelar e matar um homem na estrada para Petrópolis, Thor Batista , 20 anos, filho do empresário Eike Batista , teve mais um incidente no trânsito. Sua Ferrari vermelha foi apreendida em blitz do Detran-RJ (Departamento de Trânsito) no Rio, por estar trafegando sem a placa dianteira, na Barra da Tijuca (zona oeste).

Leia mais: "Mesmo convicto de minha inocência, vou ajudar a família do Wanderson", diz Thor

Em 18 de março, Thor atropelou Wanderson Pereira dos Santos, 30 anos, que andava de bicicleta na Rodovia Washington Luís (BR-040). O homem morreu. Na ocasião, também usava um carro esportivo de luxo, uma Mercedes SLR McLaren, que vai de 0km/h a 100km/h em 3,8 segundos e cuja velocidade máxima é 347km/h – e vale R$ 2,7 milhões.

Thor, que tirou habilitação em 2009, acumulou 51 pontos na carteira em 18 meses, a maioria por excesso de velocidade.

A Ferrari foi apreendida quando Thor passava pela avenida Lúcio Costa, próximo ao condomínio Alfabarra e ao terminal de ônibus Alvorada. As informações foram confirmadas ao iG pelo 31º Batalhão da Polícia Militar (Barra da Tijuca).

O veículo não tinha placa dianteira, só a traseira, o que configura irregularidade. A Ferraria foi rebocada e levada até um depósito do Detran.

Agência O Globo
Ferrari de Thor

    Leia tudo sobre: Eike BatistaThorFerrariMercedesvelocidade máximaplacaDetran

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG