A Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro confirmou hoje mais seis óbitos de pacientes infectados pelo vírus A (H1N1) no Estado. Até o momento, o Rio contabiliza 60 óbitos pela doença confirmados por exames laboratoriais da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Entre as vítimas fatais estão quatro mulheres (uma gestante de 28 anos, uma menina de quatro meses, uma adolescente de 13 anos e uma mulher de 27) e dois homens (de 36 e 62 anos). As mortes ocorreram entre 20 de julho e 15 de agosto.

Anteontem, a Justiça fluminense prorrogou de 1º a 11 de setembro o prazo de dispensa ao trabalho das juízas e funcionárias grávidas. A ação é uma forma de prevenir a contaminação de gestantes pelo vírus da gripe suína. O período de afastamento será considerado como falta abonada por decisão administrativa, a ser anotado no Sistema Histórico Funcional (SHF), pela Divisão de Cadastro de Servidores (DICAD) e pela Divisão de Pessoal (DIPES).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.