Risco de enchente aumenta vigia a rios e reservatórios

A Agência Nacional de Águas (ANA) instalou hoje uma sala de situação para monitorar ininterruptamente o nível dos rios brasileiros e a situação dos principais reservatórios de água do País. O objetivo é prevenir as populações sobre riscos de enchentes que podem ser causados por abertura de comportas.

Agência Estado |

Segundo o presidente da ANA, José Machado, o nível dos reservatórios está muito alto, os terrenos em volta deles estão encharcados por causa do grande volume de chuvas que cai no País desde o ano passado e se repete na estação chuvosa deste final de ano. Isso cria as pré-condições para transbordamento não controlado de reservatórios.

Na Região Sudeste, a situação é mais grave, segundo a ANA, na bacia do rio Paraíba do Sul, que corta os Estados de Minas Gerais e São Paulo, porque o nível dos quatro reservatórios está muito próximo da capacidade máxima.

Na Região Nordeste, a situação é mais crítica nos Estados do Ceará e Rio Grande do Norte. Nas regiões Sul e Centro-Oeste, também foi acionado o sistema de alerta da Defesa Civil, porque pode haver transbordamento de reservatórios e inundações. Em todo o País, existem 20 mil reservatórios de diferentes dimensões. A ANA monitora os 630 maiores, nos quais há mais risco de inundações.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG