BRASÍLIA ¿ O estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) nesta quarta-feira mostrou que a riqueza média do brasileiro aumentou pouco mais de um terço em 30 anos. Segundo a análise, o País só superou a África do Sul e Argentina em crescimento econômico no período entre 1975 e 2005.

Acordo Ortográfico

O levantamento comparativo foi feito com 11 nações representativas. Foram escolhidos Rússia, Índia e China, por causa da dimensão territorial e da grande população, Estados Unidos, Alemanha, Finlândia e Espanha, por serem modelos de bem-estar, México e Argentina, por serem países vizinhos com estratégias parecidas com as do Brasil, e África do Sul, pela similaridade econômica e social.

O estudo mostra que o PIB nacional per capita cresceu 35,6% nesses 30 anos e perdeu para o crescimento da China (896%), Índia (174,3%), Finlândia (88,5%), Estados Unidos (88,2%), Espanha (85,3%), Alemanha (79,8%) e México (49%).

Apesar do fraco crescimento, o país triplicou o consumo de energia elétrica. Já a China foi mais eficiente: cresceu quase dez vezes, mas aumentou o consumo de energia oito vezes. A Finlândia com PIB quase dobrado passou a consumir três vezes mais energia.

No quesito investimento na formação de capital fixo entre 1995 e 2004, a Rússia também entrou no grupo em análise, e o Brasil caiu para a nona posição, superando novamente apenas Argentina e África do Sul.

Veja também:

Leia mais sobre: Ipea


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.