A concessionária CRT, que administra a Rodovia Rio-Teresópolis, vai realizar amanhã uma nova vistoria na rodovia para avaliar se ela poderá ser liberada ao tráfego. A estrada está fechada desde a noite de domingo, quando um deslizamento de terra e lama soterrou dois carros e matou um casal e a filha de seis meses.

A pista já está limpa e não houve novos deslizamentos, mas a concessionária concluiu que ainda não havia condições de segurança para liberar a via.

Hoje, 20 alpinistas e um geólogo fizeram vistoria no alto da pedra de onde ocorreu o deslizamento e fizeram a limpeza da vegetação que deslizou no quilômetro 90. Na pista, operários da concessionária instalaram manilhas com concreto e madeira que deverão segurar uma tela de proteção para evitar novos deslizamentos, enquanto o trabalho não é finalizado. Até lá, o acesso a Teresópolis, está sendo feito pelas rodovias Teresópolis-Itaipava (BR-495) ou Tresópolis-Friburgo (RJ-130), segundo a CRT.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.