Rio tem maior índice de infestação de dengue do País

RIO DE JANEIRO - A infestação pelo mosquito da dengue no Rio é superior à média do País. Levantamento feito Prefeitura do Rio mostra que é de 2,92% o índice de infestação pelo mosquito Aedes Aegypti nas casas da capital, enquanto o tolerado, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é de no máximo 1%.

Agência Estado |


O Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (Lira) foi feito na primeira semana do ano por agentes da Secretaria Municipal de Saúde. Este ano já foram registrados no município do Rio 85 casos da doença. No Estado, duas mortes suspeitas estão sendo investigadas.

Segundo o levantamento, o conjunto de favelas do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio, é a região da cidade onde foi encontrado o maior número de possíveis focos de dengue.

De cada 100 casas visitadas, em 14 os agentes encontraram concentrações do inseto. Em segundo lugar está a Pavuna, com 9,8% de infestação e, em seguida, com 8% estão Pechinha, Inhoaíba e Freguesia, na zona oeste, e Cascadura e Quintino, na zona norte.

"O Rio tem peculiaridades de geografia e clima, mas estamos programando ações de combate ao mosquito da dengue e de prevenção da doença nessas áreas da cidade", disse o secretário de Saúde, Hans Dohmann.

Uma das mortes investigadas é a de uma jovem de 18 anos que morreu em Duque de Caxias, em 10 de janeiro, na Baixada Fluminense. A outra morte aconteceu em Itaboraí, na Região Metropolitana.

Veja também:

Leia mais sobre: dengue

    Leia tudo sobre: dengue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG