Rio também adia volta às aulas por gripe H1N1

RIO DE JANEIRO (Reuters) - As férias na rede estadual de ensino do Rio de Janeiro foram prorrogadas nesta quarta-feira por uma semana em razão do avanço da nova gripe H1N1 no Estado. Segundo a Secretaria Estadual de Educação, a volta às aulas acontecerá somente no dia 10 de agosto. O retorno estava programado para a próxima segunda-feira, dia 3 de agosto. A decisão será reavaliada no dia 5 de agosto pelas autoridades do setor.

Reuters |

A rede estadual do Rio tem 1,5 milhão de alunos e 1.437 escolas.

A rede municipal de ensino também não descarta o prolongamento das férias escolares por conta da nova gripe. Uma reunião na tarde desta quarta-feira vai avaliar a questão.

A gripe suína já fez ao menos cinco vítima fatais no Estado, mas há ainda muitos casos suspeitos. No país o total de óbitos chegou a 56, segundo últimos números oficiais.

No Rio, nos últimos dias, três grávidas morreram com suspeita de terem contraído a doença, inicialmente conhecida como "gripe suína".

Esse é considerado o principal grupo de risco no Estado, segundo o secretário Estadual de Saúde, Sérgio Cortes.

"Estamos tentando entender por que a gripe evolui mais rapidamente nas grávidas e adultos jovens", disse Cortes, que recomendou às gestantes que procurem atendimento urgente em caso de sintomas da nova gripe.

As autoridades de saúde criaram pólos de atendimento de casos suspeitos, tendas itinerantes, um disque-gripe e um site na Internet dedicado à doença.

Em São Paulo, o início das aulas de ao menos 6 milhões de estudantes no Estado foi prorrogado na terça-feira e ficou marcado para dia 17 de agosto, depois de recomendação da Secretaria de Saúde às redes municipal, estadual e privada.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier e Adriane Piscitelli)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG