Rio registra menor índice de homicídios em 2008, diz ISP

O Estado do Rio registrou no primeiro semestre do ano passado o menor índice de homicídios intencionais desde 2000, na comparação com o mesmo período dos anos anteriores.

Agência Estado |

De janeiro a junho de 2008, 2.859 pessoas foram assassinadas no Rio, segundo estudo do Instituto de Segurança Pública (ISP), ligado à Secretaria de Segurança do Rio. Nos primeiros seis meses de 2000, esse número foi de 3.287, tendo chegado a 3.483 em 2005.

Em relação ao primeiro semestre de 2007, que contou 3.135 vítimas, a redução foi de pouco menos de 9%. Os números constam de um estudo do ISP, que, apesar de se referir aos primeiros seis meses do ano passado, só foi divulgado hoje. Além dos registros em delegacias, dados da Polícia Militar e do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) permitiram ao ISP apresentar análises mais detalhadas sobre a apreensão de armas e drogas, que é divulgada mensalmente.

No entanto, a estatística de roubo a transeunte mais do que triplicou nos últimos nove anos: saltou de 9.036 casos em 2000 para 33.300 no ano passado. Em relação ao mesmo período de 2007, o crescimento foi de 17%.

As mortes por arma de fogo caíram em 2008 em relação a 2007 - foram 2.015 registros contra 2.152. Já o número de mortos em supostos confrontos teve o maior número em um primeiro semestre desde 2000, com 757 registros.

Já entre o total de apreensões de drogas, o crack representou 9%, a maconha 50,4% e a cocaína, 37,7%. A maior parte do armamento apreendido das mãos dos bandidos foi o revólver, que representou 54,4% do total.

    Leia tudo sobre: rio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG