Rio recebe recursos de R$ 6 mil para enfrentar crime em Santa Marta

BRASÍLIA - O ministro da Justiça, Tarso Genro, e o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, assinam nesta terça-feira (3) termo de cooperação para a instituição de nove projetos do Território de Paz na comunidade do Morro Santa Marta. Os recursos do governo federal para a Prefeitura do Rio de Janeiro são da ordem de R$ 6,069 milhões.

Redação |

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve estar presente na solenidade, às 12h30, na quadra da Escola de Samba Mocidade Unida do Santa Marta.

Território de Paz é o nome dado para a chegada simultânea de projetos sociais do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania ¿ Pronasci ¿ em comunidades violentas, como medida preventiva no enfrentamento à criminalidade.  No Rio de Janeiro, a iniciativa já existe na Vila Nova Brasília, no Complexo do Alemão, onde funcionam 20 ações do programa desde dezembro de 2008. Ao todo, a cidade do Rio será cercada por 13 Territórios da Paz em sua região metropolitana.

Para que o Pronasci seja implementado, é necessário que o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) seja instalado, o que foi feito recentemente no Rio  pelo prefeito Eduardo Paes. Principal instrumento de gestão das ações preventivas do programa no município, o GGIM é formado peloo prefeito, os secretários municipais, representantes do Estado (polícias Militar e Civil, Bombeiros, Sistema Penitenciário) e da União (polícias Federal e Rodoviária Federal). O grupo delibera em conjunto o plano de segurança pública para conter a criminalidade nos locais mais violentos da cidade. 

Leia mais sobre: Território de Paz

    Leia tudo sobre: lulaterritório de pazviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG