Rio recebe 150 médicos na 2ª para conter epidemia

Chegam ao Rio de Janeiro na segunda-feira cerca de 150 médicos, na maioria pediatras, para reforçar o atendimento a vítimas da epidemia de dengue que já matou 67 pessoas na cidade. Segundo informações da Agência Brasil, os profissionais virão de todo o País, a pedido do secretário estadual de Saúde do Rio, Sérgio Côrtes.

Agência Estado |

Os médicos ficarão na cidade por tempo indeterminado e trabalharão na rede pública de saúde e nos centros de hidratação para pacientes com dengue.

O presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), Osmar Terra, informou que os Estados já definiram 80% do pessoal que será mandado à cidade. Mato Grosso e Rio Grande do Sul enviarão, cada um, 20 médicos. De Santa Catarina, irão dez profissionais; de Minas Gerais, 15; do Paraná, 15; e do Amapá, sete. "Nenhum Estado deixará de mandar pelo menos uma pessoa", disse. Os Estados pagarão o salário de seus profissionais e o governo do Rio, hospedagem, transporte e R$ 500 por plantão de 12 horas. As informações são da Agência Brasil.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG