PORTO ALEGRE - O número de mortes provocadas pela Influenza A (H1N1) no Rio Grande do Sul subiu de 44 para 49 hoje. O Centro Estadual de Vigilância em Saúde confirmou mais cinco óbitos depois de receber resultados de exames feitos pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Dois óbitos ocorreram em Passo Fundo, no norte do Estado, um em Uruguaiana, na fronteira com a Argentina, e outro em Rio Grande, no sul do Estado. Até ontem, 181 pessoas já haviam morrido em decorrência da enfermidade no País.

Uma das vítimas é um aposentado de 71 anos, com problemas cardíacos, que morreu no último dia 1º. No sábado, morreu uma dona de casa de 36 anos.

Em Erechim, na mesma região, foi registrado na terça-feira passada o óbito de um comerciante de 28 anos, com doença pulmonar crônica. Os exames também confirmaram que a gripe matou uma mulher de 43 anos, obesa, em Uruguaiana, no dia 22 de julho, e uma mulher de 41 anos em Rio Grande, no sul do Estado, no último dia 23.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.