Rio Grande do Sul ainda tem mais de mil desabrigados

Um levantamento da Defesa Civil indicou que o Rio Grande do Sul ainda tinha cerca de 1,2 mil pessoas desabrigadas e outras 1,2 mil desalojadas no final da tarde de hoje, dois dias depois dos vendavais e tempestades de granizo que arrancaram ou furaram telhados de pelo menos 3,2 mil e destruíram 55 casas. Embora os temporais não tenham se repetido, o número de atingidos supera os de terça-feira porque a maior parte das informações sobre os estragos ainda não havia sido remetida à coordenação, em Porto Alegre.

Agência Estado |

Os prefeitos de Itaara, Victor Graeff, Frederico Westphalen, Porto Xavier, Santa Maria e Ibirubá decretaram situação de emergência e os de Herval, Pedras Altas, Lavras do Sul, Arroio Grande e Morro Redondo indicaram que poderão fazer o mesmo.

A Defesa Civil enviou dez mil telhas e 700 cestas básicas para as cidades mais atingidas. A governadora Yeda Crusius (PSDB) visitou Itaara no final da tarde para vistoriar os estragos e orientar ações da Defesa Civil. As previsões dos serviços de meteorologia indicam tempo nublado, com chuva e vento fracos amanhã e possibilidade de pancadas fortes na sexta-feira, sábado e domingo, sobretudo no norte do Estado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG