Rio ganha apoio de 28 médicos gaúchos para o combate à dengue

RIO DE JANEIRO - A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro ganhou o reforço de mais 28 médicos gaúchos para o atendimento de pacientes com os sintomas da doença na capital fluminense. Os profissionais desembarcaram na noite desta terça-feira. Alguns começaram a atuar já nesta quarta-feira.

Redação |


Os médicos que formalizaram cadastro no Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) estão operando, em regime de plantão, das 7h às 19h, em tendas de hidratação e policlínicas da capital. A assessoria da pasta municipal não soube, no entanto, informar em quais unidades eles foram alocados.

Os demais profissionais aguardam a realização do registro na categoria e devem iniciar os trabalhos amanhã. Desde o início da epidemia de dengue, 130 médicos de outros estados chegaram ao Rio para prestar auxílio à população. As equipes permanecem no Estado por no máximo duas semanas e depois são substituídas por outros grupos.

De acordo com a Secretaria de Saúde, todos os profissionais receberam esclarecimentos sobre o método de trabalho que vem sendo desenvolvido no estado. Entre as orientações repassadas, está a necessidade de se oferecer soro fisiológico e fazer exame de sangue nos pacientes, para evitar possíveis progressões para a forma hemorrágica da doença. Aqueles que estiverem com baixo número de plaquetas deverão ser encaminhados para internação. Os demais são orientados a retornar 24 horas depois para novo exame.

Desde o início do ano, foram registrados 122.535 casos de dengue no Estado, sendo 68.515 somente na capital. De um total de 103 pessoas que morreram por causa da doença, 46 são crianças.

Leia mais sobre: dengue

    Leia tudo sobre: dengue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG