Rio anuncia tropa permanente em mais duas favelas

O secretário de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, anunciou hoje que vai inaugurar no dia 10 de junho a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) nos morros da Babilônia e Chapéu Mangueira, no Leme, na zona sul do Rio. A tropa de ocupação permanente contará com o efetivo de 100 homens e deve ser comandada por uma mulher.

Agência Estado |

Beltrame anunciou que o governo estadual vai instalar rede sem fio para acesso gratuito dos moradores a Internet de banda larga.

A construção de um plano inclinado, ligando os dois morros vizinhos ao asfalto, também está em estudo, como parte das obras nas favelas que o governo estadual pretende incluir no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). O projeto, estimado em R$ 63 milhões, prevê reforma de creches, calçamento de ruas, construção de uma piscina e o saneamento, que é a principal reivindicação dos moradores.

A duas favelas estão ocupadas pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope) desde o dia 15 de maio, quando o governo anunciou a instalação da quarta UPP nas comunidades. O Morro Santa Marta, em Botafogo (zona sul), a Favela do Batan e a Cidade de Deus, na zona oeste, foram as primeiras ocupadas. Hoje, o secretário defendeu novamente os investimentos sociais nestas comunidades. "Somente com serviços públicos e privados na comunidade é que teremos a garantia de um ambiente de Paz. Não é só uma questão de polícia", declarou.

A UPP fica no alto do Morro da Babilônia, um dos mais famosos do Rio e cenário de vários filmes, como a película nacional "Tropa de Elite", de José Padilha. A unidade possui vista panorâmica para as duas favelas e para as praias do Leme e Copacabana. O prédio de três andares conta com refeitórios, banheiros, alojamentos e salas para o sargento e para o comandante.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG