O problema de falta de energia em alguns pontos do Rio de Janeiro ainda persiste, afirmou esta noite o assessor da presidência da Light, José Mário Ribeiro, em entrevista à Agência Estado . Ele informou que a queda de energia na madrugada desta quinta-feira deixou 19 bairros sem luz, entre a zona Oeste, zona Norte e zona Sul.

No total, 8% dos clientes foram afetados, disse ele. A Light atribuiu o fato ao forte temporal que caiu ontem sobre a cidade.

"Pelos meus anos de experiência na companhia, sei que o primeiro temporal do ano sempre derruba galhos e árvores mais fracas, prejudicando as linhas de transmissão", afirmou, destacando que isso deve minimizar nas próximas semanas.

O assessor também destacou que, apesar de esta queda de energia na cidade ser tradicional por conta dos temporais de verão, a empresa este ano está mais no "foco" por conta dos apagões que ocorreram na zona Sul e Baixada Fluminense no final do ano devido à dificuldade de atendimento da demanda elevada este ano.

"Estamos vivendo um verão atípico, com temperaturas mais elevadas e trabalhando com nossa capacidade máxima", disse, destacando que a companhia está mantendo esquemas de plantão emergencial antes só realizados durante o Reveillon e Carnaval. Segundo ele, a Light está mantendo 120 equipes de plantão, ou seja, 40 a mais do que as 80 usuais.

Ribeiro também afirmou que, do plano de substituição dos 700 transformadores antigos, que podem ter sido a causa dos apagões do final do ano, pelo menos 400 já foram trocados e o restante da operação deve ocorrer até o final do ano.

Além disso, ele disse que a Light vai antecipar para três anos o prazo para realização do programa de substituição e modernização do cabeamento subterrâneo, que vai consumir R$ 360 milhões e estava previsto para ser realizado em dez anos. "Com estas medidas pretendemos minimizar os riscos de novas quedas de energia", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.