Ribeirão Preto-SP suspende testes rápidos para dengue

Como Ribeirão Preto (SP) já está com o quadro de epidemia de dengue, com 2.115 casos até o final desta tarde, os testes rápidos para detectar a doença foram suspensos em 11 unidades, das regiões leste e sul, do município desde ontem.

Agência Estado |

As unidades distritais da Vila Virgínia e do Castelo são as que mais confirmaram casos de dengue. Nestes locais, quem apresentar sintomas de dengue já entrará na estatística de casos confirmados, seguindo uma recomendação do Ministério da Saúde, devido ao quadro epidêmico.

Em fevereiro, o município aplicou mais de 4 mil multas em pessoas que colaboraram para a proliferação do mosquito Aedes aegypti. A Fiscalização Geral da prefeitura também está verificando depósitos irregulares de lixo e irá aplicar multas de R$ 246,30 aos caçambeiros, com valor dobrado na reincidência.

Um estudo da Secretaria Municipal da Saúde indica que, nos últimos 20 anos, 39% da população de Ribeirão Preto, hoje estimada em 563 mil habitantes, foi contaminada pelo vírus da dengue. Seriam, então, cerca de 220 mil pacientes contaminados desde 1990. O quadro é alarmante, pois os picos de casos positivos geralmente ocorrem em março e abril. Até o final desta tarde, ainda existiam 3.114 casos suspeitos de dengue em Ribeirão Preto.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG