Ribeirão pede doação de sangue antes de surto de gripe

Para evitar a falta de sangue em estoque durante as etapas de vacinações contra a gripe suína - período em que as doações são impedidas por 45 dias -, o Hemocentro de Ribeirão Preto (SP) deverá iniciar, em 8 de março, uma campanha. O objetivo é fazer com que os doadores já saiam vacinados para que possam doar novamente em dois ou três meses.

Agência Estado |

Segundo a coordenadora médica do Hemocentro de Ribeirão Preto, Eugênia Maria Amorim Ubiali, a proposta da campanha foi encaminhada hoje à Secretaria Estadual da Saúde e ainda depende de liberação. Eugênia disse que a Secretaria Municipal da Saúde também apoia a ideia. "A busca por doadores de sangue é um trabalho diário", lembra.

Cerca de 40% das doações de sangue são feitas por pessoas entre 20 e 39 anos, segundo Eugênia. O planejamento para vacinações contra a gripe suína foi dividido em etapas e pessoas entre 20 e 29 anos devem ser vacinadas entre 5 e 23 de abril, na terceira etapa. As pessoas entre 30 e 39 anos devem ser vacinadas entre 10 e 21 de maio.

"Se esperarmos até lá, mais o período de bloqueio, poderemos ter falta de sangue", afirma Eugênia. Ela informa ainda que as doações estão baixas há algum tempo e que não tem condições de avaliar qual seria o impacto, por exemplo, da epidemia de dengue em Ribeirão Preto. Quem teve dengue há menos de 30 dias não pode doar sangue. Ribeirão Preto teve 1.985 casos confirmados de dengue neste ano e existem ainda 2.977 suspeitos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG