A um mês do recesso no Congresso, as movimentações das forças políticas e dos candidatos à presidência da Câmara se intensificaram. O mais novo instrumento de propaganda do deputado Michel Temer (PMDB-SP) para pedir votos é uma publicação de 16 páginas que começará a ser entregue nas mãos dos 512 deputados na próxima semana.

Junto com um texto em que pede o voto dos colegas, Temer apresenta o balanço do que fez na Câmara nos quatro anos (1997/2001) em que esteve na presidência da Casa.

Com o avanço do deputado Ciro Nogueira (PP-PI), adversário declarado, junto aos deputados que não têm muita expressão nas decisões na Casa, chamado de grupo do baixo clero, Temer registra em sua revista Tempo de Realizações uma lista de 14 feitos bem adequados ao interesse dos parlamentares. "No primeiro ano da gestão aumentou 100% a verba de gabinete para recompor as perdas provocadas pela inflação", registra. Outro feito de Temer: "As cotas mensais (de Correios e telefone) foram reajustadas em 42,51%, também para recompor as perdas provocadas pela inflação".

A publicação assinala também que Temer adotou um critério de reajuste automático para as cotas de passagens aéreas, sempre que os preços dos bilhetes sofressem alteração. Na lista de realizações estão ainda a criação da TV Câmara, que transmite as sessões do plenário ao vivo, mostra as reuniões de comissões e realiza programas com os deputados, a rádio Câmara, o Jornal da Câmara, o Centro de Informática e o disque-Câmara, o serviço de teleatendimento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.