Retomada negociação com presos rebelados na Bahia

BAHIA - Dois oficiais da Polícia Militar e o superintendente de assuntos penais da Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos da Bahia, Francisco Leite, retomaram na manhã desta segunda-feira as negociações com os detentos rebelados na Penitenciária Lemos Brito, no bairro da Mata Escura, em Salvador.

Agência Estado |

De acordo com a secretaria, quase 300 pessoas continuam em poder dos presos: dois agentes penitenciários e 292 visitantes, entre eles 51 crianças. Pelo menos 853 dos 1.442 presos da penitenciária estão rebelados.

O motim ocorre em dois pavilhões, onde estão 850 detentos. O motivo

Os presos exigem a saída do novo diretor da penitenciária, Isidoro Orge Rodrigues, definido como linha-dura, assim como a volta de dois dos 12 detentos transferidos na semana passada para a Unidade Especial Disciplinar (UED) - André Francisco, o Bilu, e Edson Conceição.

Leia mais sobre: rebelião

    Leia tudo sobre: rebelião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG