Requião deixa o governo do Paraná e Pessuti assume

Com muitos acenos, cumprimentos de mão e até empunhando o microfone para acompanhar o coral, o governador do Paraná, Orlando Pessuti (PMDB), foi empossado no cargo, no início desta noite. Espero que a gente possa, com muita alegria, com muita harmonia e, acima de tudo, com muito trabalho, governar o Estado do Paraná nestes nove meses e nos próximos quatro anos, disse.

Agência Estado |

Ele é pré-candidato ao governo.

Pessuti tem um estilo de convívio pessoal diferente do ex-governador Roberto Requião (PMDB), que deixou o cargo para concorrer a uma vaga no Senado, embora ainda não tenha desistido de colocar o nome à apreciação do PMDB nacional para possível candidatura à Presidência da República.

O novo governador pretende ir, neste fim de semana, ao Santuário de Santa Rita de Cássia, em Lunardelli, no interior do Paraná, agradecer por ter chegado ao cargo. "O sentimento é de que estou cumprindo com o nosso dever e com os compromissos que assumimos com o povo do Paraná", afirmou. "Quando eu e o Requião fomos às ruas em 2002 e 2003, nós o fizemos tecendo um programa de governo em cima de compromissos que pouco a pouco, um a um, estamos honrando."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG