A Igreja Renascer e a Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo do Ministério Público acertaram hoje o plano de demolição do que restou da sede internacional da Igreja Renascer em Cristo, no Cambuci, centro de São Paulo, cujo teto desabou no domingo. O desastre provocou a morte de 9 mulheres e deixou mais de 100 pessoas feridas.

A obra será executada pela empresa Diez, segundo a assessoria de imprensa da igreja. Para começá-la, a demolidora aguarda agora a aprovação da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e da Polícia Técnica.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.