Renascer apresenta alvará de funcionamento do imóvel

Em nota divulgada na tarde de hoje, a assessoria de imprensa da Igreja Evangélica Renascer em Cristo apresentou cópia do alvará de funcionamento do imóvel que desabou ontem, no Cambuci, zona sul de São Paulo. De acordo com o boletim, o alvará número 2008/31039-00, da Secretaria Municipal de Habitação, com data de 15 de julho de 2008, é relativo ao imóvel onde aconteceu a tragédia.

Redação com Agência Estado |


Ele revalida o alvará de funcionamento do local, de 20 de dezembro de 2000, e sua validade segue até o próximo dia 15 de julho. "Estava, portanto, absolutamente legalizada a documentação do imóvel", diz a nota.

Segundo a nota, a Igreja Renascer classifica como "absurdas" as suposições de testemunhas de que o teto do local apresentava sinais de desabamento desde a semana passada. "Especulações são inadmissíveis nesse momento." O documento afirma ainda que os netos do apóstolo Estevam e da bispa Sônia estavam presentes no culto de ontem.



As causas do acidente ainda estão sendo investigadas / Reprodução

Ainda segundo a nota, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil, representados pelo coronel Camargo, informaram que os trabalhos de resgate foram finalizados e que não há mais registros de pessoas desaparecidas. O secretário de Segurança do Estado de São Paulo, Ronaldo Marzagão, afirmou que as duas pessoas que estavam sendo consideradas desaparecidas foram localizadas e estão bem, em contato com suas famílias. Até as 15 horas desta segunda-feira, o desabamento havia deixado nove mortos e pelo menos 113 feridos, sendo que 45 continuavam internados.

Veja, abaixo, a íntegra do comunicado da Renascer:

"1. A Igreja Evangélica Renascer em Cristo tem o alvará número 2008/31039-00, da Secretaria Municipal de Habitação, com data de 15 de julho de 2008. Esse alvará é relativo ao imóvel onde ocorreu a tragédia ¿ Avenida Lins de Vasconcelos, 1108, Cambuci, SP. Ele revalida o alvará de funcionamento do local, de 20 de dezembro de 2000, número 02001011689-00. Sua validade segue até a data de 15 de julho de 2009. Refere-se a cadastro de local de reunião, amparado pela Lei 11.228/92, regulamentada pelo Decreto 32.329/92. Sob o registro de contribuinte 03404000854, a descrição da revalidação é exatamente a seguinte: "Acordo com a lei 13.885/04. Quando por ocasião da revalidação de alvará de funcionamento deverá ser apresentado laudo de medição acústica. Categoria de uso: NR3. Zona de uso: SE ZM3B-06. Atividade: templo religioso. Categoria de uso anterior: E3.5.Zona de uso anterior: Z3-153. VEJA IMAGEM ANEXADA.

2. Estava, portanto, absolutamente legalizada a documentação do imóvel. A Renascer em Cristo sabe da responsabilidade e importância da manutenção dos locais de culto, onde se reúnem milhares de fiéis, entre eles, idosos e crianças; a manutenção preventiva, inclusive, sempre foi uma preocupação constante; não se sabe o que ocorreu, e apenas uma investigação séria e rigorosa poderá fornecer a resposta. Pedimos encarecidamente que não sejam aceitas teses e divagações de pessoas ávidas por holofotes no meio da tragédia.

3. Em 1999 a Renascer em Cristo contratou profissionais qualificados e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas, IPT, da Universidade de São Paulo, USP, para deixar o telhado em ordem, após interdição do CONTRU. Ao final da obra, o IPT emitiu laudo atestando a qualidade da reforma;

4. A Renascer em Cristo está prestando toda a ajuda necessária às vítimas e seus familiares. Está cuidando inclusive dos trâmites para enterro das vítimas fatais. Não há um seguro que cubra os fiéis que comparecem ao culto. Está organizado, desde a madrugada, um mutirão de bispos e pastores que estão percorrendo todos os hospitais para onde foram levadas as vítimas. Assim como todo o apoio psicológico e espiritual aos familiares; há uma central de plantão, atendendo pelo número (11) 4004-4002;

5. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil, representada pelo Coronel Camargo, informam que foram finalizados os trabalhos de resgate e que não há mais pessoas consideradas desaparecidas. O secretário de Segurança do Estado de São Paulo, Ronaldo Marzagão , afirmou que as duas pessoas que estavam sendo consideradas desaparecidas foram localizadas e estão bem, em contato com suas famílias;

6. O troféu de Melhor Jogador do Mundo, ofertado pelo jogador Kaká ao seu povo de Deus, não estava no local; ali esteve durante três meses em exposição e agora está em poder da família do jogador;

7. Não há qualquer lógica na suposição levantada por testemunhas não identificadas ou identificáveis, dando conta que o teto do local apresentava sinais de desabamento desde a semana passada ¿ uma afirmação que beira o absurdo. Para se ter uma idéia, os netos do Apóstolo Estevam e da Bispa Sônia estavam no culto, neste domingo. Os filhos do Bispo Gê, bispo primaz e presidente da Igreja, estavam no culto. Ninguém faria isso de sã consciência, se soubesse que havia riscos. Rogamos que não sejam levantadas teses absurdas, e que se aguarde com serenidade o resultado das perícias que já estão sendo realizadas cuidadosamente no local pelas autoridades. Especulações são inadmissíveis nesse momento.

Todas as providências futuras só poderão ser viabilizadas após o término da angústia e desse momento de salvamento das vidas, a preocupação principal deste momento.

Assessoria de Imprensa Renascer em Cristo
Brickmann&Associados Comunicação" 

Veja o vídeo


A Igreja Renascer em Cristo

A Igreja Renascer em Cristo foi fundada pelo casal Estevam e Sônia Hernandes em 1986. Estima-se que haja hoje cerca de 1.500 templos espalhados por todo o Brasil e países como Argentina, Uruguai, Estados Unidos, Espanha, Japão, entre outros, somando mais de dois milhões de fiéis.

No dia 9 de janeiro de 2008, Estevam e Sônia foram presos ao tentarem entrar nos Estados Unidos, onde têm casa, com US$ 56 mil espalhados dentro de uma mala. Segundo as autoridades americanas, eles deveriam ter declarado o valor na alfândega, pois levavam mais do que os US$ 10 mil permitidos por lei. Em agosto, os fundadores da Igreja Renascer, foram condenados pela Justiça americana a 140 dias de prisão e mais cinco meses de prisão domicilar.

No Brasil, o Ministério Público pediu o bloqueio dos bens da Igreja Renascer e do casal por entender que a comunidade neopentecostal se comportava como uma organização criminosa que praticava lavagem de dinheiro, evasão de divisas, falsidade ideológica e estelionato.

A Renascer controla hoje uma rede de TV, uma gravadora, rede de rádio, uma editora e possui a Fundação Renascer, mantenedora de suas obras assistenciais.

Veja a localização da sede da Igreja Renascer onde ocorreu o acidente:


View Larger Map

Leia também:

    Leia tudo sobre: renascer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG