Relatório incrimina suposto assessor de Crivella

Um relatório confidencial do Exército, obtido pela TV Globo e apresentado no Jornal Nacional, aponta que um suposto assessor do senador Marcelo Crivella (PRB), identificado como Eduardo, teria feito um acordo com traficantes do Morro da Providência para garantir a segurança dos operários do Projeto Cimento Social, de autoria do parlamentar. Segundo o documento, Crivella teria ainda outro assessor atuando no morro, identificado como Gilmar.

Agência Estado |

Hoje, o senador divulgou nota, divulgada pelo Jornal Nacional, em que nega que assessores tenham compactuado com o tráfico. Na nota, ele também defende o projeto Cimento Social e associa a divulgação do assunto à proximidade do início da disputa eleitoral.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG