Relatório de Inflação vai aclarar mensagem da ata, diz Meirelles

Por Aluísio Alves SÃO PAULO (Reuters) - O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, mostrou-se satisfeito com a clareza da mensagem contida na ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que deu um claro sinal de que os juros vão subir.

Reuters |

"É uma surpresa agradável (...) achar que a ata foi clara bastante", disse Meirelles a jornalistas na quinta-feira, após participar de evento de profissionais do mercado financeiro.

O Copom decidiu manter a Selic em 8,75 por cento ao ano na semana passada, seguindo a decisão de cinco de seus oito membros. Os outros três votaram por um aumento de 0,50 ponto percentual.

Segundo ele, "as projeções de inflação representam exatamente o que o BC pensa sobre a inflação futura e, a partir daí, o BC vai tomar suas decisões".

Meirelles disse ainda que o Relatório de Inflação, espécie de sumário macroeconômico trimestral do BC, que será divulgado na semana que vem, "vai lançar um pouco mais de luz" sobre a mensagem contida na ata.

ELEIÇÕES

O mandatário do BC se disse honrado com a menção feita pelo ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, de que Meirelles seria "um bom companheiro" para compor a chapa à Presidência da República com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata do PT.

No entanto, ele reiterou que a decisão sobre candidatura a qualquer cargo eletivo será tomada só na próxima semana. "Todos os fatores serão pesados cuidadosamente", disse.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG