Relatores do Orçamento 2009 respondem a processos no STF

BRASÍLIA - Quase metade dos parlamentares escolhidos para elaborar os relatórios setoriais da proposta orçamentária da União para 2009 responde a processos no Supremo Tribunal Federal (STF). Dos dez relatores setoriais, quatro são acusados de terem cometido crimes contra o patrimônio e o sistema financeiro nacional, lavagem de dinheiro, corrupção passiva e apropriação indébita.

Congresso em Foco |

Além deles, outros seis integrantes da Comissão Mista de Orçamento, composta por 30 deputados e dez senadores titulares, também são alvo de investigação na mais alta corte do país, responsável pelo andamento das apurações e pelo julgamento dos casos que envolvem congressistas. Na relação, constam três membros dos comitês criados no âmbito do colegiado para fiscalizar a execução orçamentária, avaliar a receita e a admissibilidade das emendas parlamentares

Leia tudo e veja a lista no Congresso em Foco

    Leia tudo sobre: congresso em foco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG