Relator diz que CSS atrapalha reforma tributária

O relator da Proposta de Emenda Constitucional da reforma tributária, deputado federal Sandro Mabel (PR-GO), reconheceu hoje que a Contribuição Social para a Saúde (CSS), aprovada ontem na Câmara dos Deputados, poderá atrapalhar a tramitação da reforma tributária no Congresso Nacional. Se achar que tem que criar, cria, mas não dentro da reforma tributária.

Agência Estado |

É por isso que fiz questão de não incluir nada nesse projeto", afirmou, depois de participar de um painel sobre reforma tributária, no Congresso da Indústria 2008.

Apesar de reconhecer que a polêmica em torno da CSS será prejudicial à reforma tributária, Mabel tem expectativa de que o projeto possa ser votado na Câmara no mês de julho. "Em menos de 30 dias, pretendo concluir meu relatório", afirmou ele, salientando que não permitiu a inclusão da CSS em sua proposta justamente pela convicção de que seria prejudicial ao trâmite da matéria. "Estamos discutindo só reforma tributária. Não tem nenhum bode lá dentro", disse.

Sandro Mabel disse que se absteve de votar na proposta de recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) porque é o relator da proposta de reforma tributária. Ele teceu elogios ao projeto que está sendo formulado. "Estamos fazendo uma reforma tributária robusta, que não será remetida para a lei complementar".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG