Relator dá parecer favorável à indicação de José Múcio para vaga no TCU

BRASÍLIA ¿ O presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), deu, nesta terça-feira, parecer favorável à indicação do ministro das Relações Institucionais da Presidência da República, José Múcio Monteiro Filho (PTB), para uma vaga no Tribunal de Contas da União (TCU). ¿O conhecimento real da administração pública é requisito real e neste sentido o currículo dele é mais que convincente¿, alegou Guerra.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado sabatina, neste momento, o ministro para a vaga no Tribunal de Contas da União. Múcio foi indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a cadeira do ministro Marcos Vilaça, aposentado compulsoriamente ao completar 70 anos.

Os questionamentos devem partir dos senadores presentes e a aprovação será dada pela maioria simples dos 27 membros da comissão. Na sequência, a indicação será submetida à votação secreta no plenário do Senado.

O ministro poderá ficar no cargo por até nove anos, uma vez que o convite foi feito após Múcio completar 61 anos de idade.

Quem é José Múcio Monteiro

Nascido em Pernambuco, José Múcio Monteiro é ministro da Relações Institucionais desde novembro de 2007, quando substituiu Walfrido dos Mares Guia (PTB-MG). Mares Guia pediu demissão após ser acusado de envolvimento em um esquema de desvio de verbas públicas para financiamento da campanha do senador Eduardo Azeredo e do empresário Clésio Andrade ao governo do Estado de Minas Gerais em 1998.

Múcio é deputado federal com mandato até fevereiro de 2011, no quinto consecutivo. Ele ocupou a liderança do governo na Câmara dos Deputados até 2007. Foi presidente do PFL, onde ficou até 2001, quando trocou a legenda pelo PSDB, e em 2003 filiou-se ao PTB.

A carreira política teve início na cidade de Rio Formoso, em Pernambuco como vice-prefeito de 1976 a 1982, pelo PDS. Em 1982, foi eleito prefeito da cidade.

Mais sabatina

O advogado-geral da União, José Antonio Dias Toffoli, indicado para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) também será sabatinado no Senado.

Nesta quarta-feira, é a vez da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) de examinar a indicação do presidente Lula, para substituir o ministro Carlos Alberto Menezes Direito, que faleceu em 1º de setembro.  Assim como Múcio, a confirmação da indicação de Toffoli sairá após a votação em plenário do Senado.

Desde 2003, esta é a oitava indicação de Lula para a corte, composta por 11 ministros. O presidente já indicou Cézar Peluso, Carlos Ayres Brito, Joaquim Barbosa, Eros Grau, Ricardo Lewandowski, Carmen Lúcia e Menezes Direito.

No entanto, a expectativa na Casa Legislativa é de que a sessão seja menos tranqüila que a de Múcio, devido a denúncias recentes atribuídas a Toffoli.

Leia mais sobre Múcio

    Leia tudo sobre: mucio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG